Olha,
preciso lhe contar.
O tempo, passando,
mudou tudo de lugar.
As acerolas acabaram
não há mais como colhê-las
até a próxima estação.
A paella foi comida
– com prazer, é preciso que se diga –
pelas pessoas que vieram.
No seu quarto preparado
também outros adormeceram.
Tudo seguiu seu ritmo,
seu caminho,
como devia de ser.
Meu coração, no entanto,
teima em
sua espera.

Atibaia, 6/12/14

Free WordPress Themes, Free Android Games